CTT contratam colaboradores e renovam frota

Durante todo período da pandemia que nos afeta, os CTT continuaram próximos da população, na linha da frente, recompondo as suas operações e as suas equipas para garantir a prestação continuada dos seus serviços e mantendo uma elevada intensidade de contratação de trabalhadores, contribuindo, assim, para assegurar o funcionamento da economia e permitir que os portugueses acedessem a tudo o que necessitavam. Para tanto, os CTT estão desde o início de abril a reforçar as equipas com mais de 800 elementos, a maioria dos quais em funções de carteiro.

O reforço ao nível dos recursos humanos, seja com contratos a termo para substituição de férias, com novos contratos por abertura de vagas programadas ou por aumento da atividade de encomendas, visou também suprir necessidades temporárias, um pouco por todo o país, para compensar o crescimento do absentismo resultante da situação de pandemia.

No final do primeiro trimestre os CTT contavam com 12 010 trabalhadores e mantêm-se em constante processo de recrutamento de carteiros em várias regiões do País, para garantir o reforço da qualidade do serviço aos clientes.

Por outro lado, foi mantido um enorme conjunto de iniciativas visando, todas elas, reforçar a capacidade da empresa e melhorar a sua oferta. Foi assim com o programa de investimento no reforço da infraestrutura, com a renovação da frota automóvel, com a manutenção da sua rede de retalho aberta e, até, com a continuidade do plano de reabertura de lojas únicas em sede de concelho, iniciativa que, não tendo sido interrompida, foi acelerada imediatamente após o alívio de algumas medidas de contenção relacionadas com a COVID-19.

Os CTT têm muito presente a missão da prestação do serviço público, com qualidade, e o importante papel que têm na ligação às populações. Estão por isso a investir cerca de 40 milhões de euros até 2021, um pouco por todo o país, na rede postal e logística. No âmbito deste plano de investimento na rede postal dos CTT está em conclusão, em julho, a entrada em produção da última das 5 novas máquinas de tratamento correio que representam, por si só, um investimento de 15 milhões de euros na renovação da infraestrutura de tratamento de correio. Da mesma forma que prossegue o desenvolvimento de novas instalações adaptadas a tráfego de maior volumetria, estando neste momento em fase de construção 7 centros logísticos da rede dos 15 que serão inaugurados até ao final de 2021.

Por outro lado, prosseguiu o processo de renovação da frota automóvel, com 849 novos veículos, entre eles, duzentos motociclos, 641 veículos ligeiros de mercadorias e oito veículos pesados de mercadorias. Esta renovação de frota reafirma o compromisso dos CTT com a sustentabilidade e, em particular, com o combate às alterações climáticas, pensando no futuro de todos. Com o investimento nesta nova frota, estima-se gerar uma poupança anual superior a 28 000 litros de combustível e de 73,2 toneladas de CO2.

Sendo uma empresa pioneira na incorporação de veículos elétricos na sua frota automóvel e na inovação permanente dos seus produtos, os CTT estão a efetuar um conjunto alargado de testes com veículos elétricos, nomeadamente ligeiros de mercadorias, scooters e triciclos, a juntar aos mais de 300 veículos elétricos que a frota CTT já tem, consolidando, assim, a liderança em Portugal na mobilidade elétrica própria.

Por fim, reforça-se o investimento relacionado com compromisso público de reabrir lojas únicas em sede de concelho. Tendo em vista o reforço da elevada proximidade às populações e da capilaridade da rede, já foram reabertas doze lojas – Vila Flor, Alpiarça, Melgaço, Redondo, Aljustrel, Manteigas, Pedrógão Grande, Ourique, Sousel, Alvaiázere, Portel e Mondim de Basto –, num processo que prossegue.

Com todas estas iniciativas em curso, e a resiliência com que as mantiveram mesmo durante a pandemia, os CTT reforçaram o seu papel de motor da economia e de proximidade às populações, missão que encaram com a máxima responsabilidade, ligando pessoas e empresas, com entrega total.

Logística Transporte Frotas