Braga é o novo destino na rede doméstica da FlixBus

Em julho a FlixBus, o maior operador de mobilidade na Europa, lançou as primeiras linhas de serviço expresso, no seguimento da liberalização do mercado de expressos em Portugal, iniciando a expansão em Portugal com uma rede doméstica dedicada para ligar o país de Norte a Sul e do interior ao litoral. A partir de 1 de outubro, esta rede irá aumentar com mais uma cidade a ser incluída no portefólio: Braga será o novo destino da FlixBus em Portugal e estará inicialmente ligada a outras 5 cidades portugueses.

Será possível viajar para o Porto, Aveiro, Coimbra, Fátima e Lisboa a partir de 1,99€, ou ainda para o Algarve (Faro e Albufeira) com interconexão em Lisboa, Porto ou Fátima. Os passageiros poderão viajar a partir da Rua de São Martinho, numa paragem temporária, estando a FlixBus impedida de parar no terminal rodoviário da cidade, por razões alheias à empresa. Atualmente a cidade de Braga está ligada a mais de 27 destinos em Espanha e França através da operação internacional da FlixBus.

Além de ampliar a operação doméstica, a FlixBus lançou uma campanha com viagens entre cidades portuguesas a partir de 0.99€. Estarão incluídas na promoção ligações nacionais e também algumas rotas internacionais, sendo possível visitar nuestros hermanos em Espanha pelo mesmo valor simbólico. Os bilhetes estarão disponíveis para reservar durante três dias, de 22 a 26 de setembro, para viajar entre 28 de setembro e 16 de dezembro de 2020.

Os bilhetes podem já ser adquiridos no website e na App da FlixBus ou nos pontos de venda parceiros a partir de 1€. Para garantir a tarifa mais baixa é importante reservar com antecedência, sendo que todos os bilhetes FlixBus são flexíveis e podem ser alterados até 15 minutos antes da partida de forma simples e rápida.

Viajar em tempo de coronavírus: medidas de segurança

A higiene e a segurança são uma das principais prioridades da empresa, por isso foram implementados novos processos de desinfeção e limpeza entre cada viagem. Em linha com as orientações da Direção-Geral de Saúde, os passageiros são obrigados a utilizar máscara, assim como os condutores e todas as equipas da FlixBus responsáveis pela manutenção dos autocarros. Os lugares imediatamente atrás do condutor estão sempre vazios e apenas são vendidos 2/3 dos lugares a bordo, de forma a cumprir com a legislação em vigor em Portugal. 

Durante o mês de maio, antes de retomar a operação, a FlixBus conduziu testes na Alemanha para criar um conceito de segurança e higiene, alterando processos e definindo um novo protocolo de atuação global - este protocolo foi já implementado com sucesso em 28 países em que a empresa opera. Entre as novas medidas, o processo de embarque é agora realizado pela porta traseira e, para garantir um embarque sem contacto, é feita uma inspeção digital dos bilhetes. As casas de banho permanecem fechadas e são feitas paragens adicionais durante a viagem; como modo de prevenção, também a venda de snacks e bebidas a bordo está suspensa.

Mobilidade Transporte Passageiros Autocarros