Alsa e Grupo Transvia ganham contrato na área metropolitana de Lisboa

A operadora de mobilidade Alsa, em aliança com o Grupo Transvia, foi provisoriamente adjudicatária do concurso convocado pela Área Metropolitana de Lisboa (AML), para a exploração de linhas de autocarro na zona sudeste da zona metropolitana da capital portuguesa.

O novo contrato tem a duração de sete anos, mais dois de eventual prorrogação, e vai significar um volume de negócios de 185 milhões de euros nos primeiros sete anos. Será realizado com 237 veículos com tecnologia Euro VI e híbrida, que terão a bordo os mais recentes sistemas de segurança e conforto, como Wi-Fi, sistema alcolock e CCTV, entre outros, e que irão operar mais de 100 linhas.

A empreitada vai empregar directamente cerca de 350 pessoas e tem início previsto para o último trimestre de 2021. A zona sudeste da área metropolitana de Lisboa inclui seis concelhos, incluindo Setúbal, que juntos têm uma população de mais de 315 mil habitantes.

Do mesmo modo, a Alsa encontra-se muito bem posicionada para a adjudicação de mais um contrato na área metropolitana do Porto que, se confirmado, a tornaria no único operador espanhol com presença nas duas maiores cidades portuguesas.

A adjudicação deste contrato em Lisboa representa um novo sucesso para a empresa espanhola que, apesar da crise, se mantém firme na sua estratégia de implantação nos mercados internacionais e crescimento no segmento dos transportes urbanos, após ter obtido a adjudicação de linhas em o Transporte Público de Genebra (Suíça), os contratos de transporte urbano de Rabat e Casablanca (Marrocos) e as linhas transfronteiriças entre a Suíça e a França.

Autocarros Transporte Passageiros Mobilidade