Camiões Scania com painéis solares podem poupar 20% de combustível

Graças a uma parceria de investigação, a Scania irá desenvolver um reboque com células solares instaladas para alimentar um camião híbrido plug-in. Os testes iniciais indicam possíveis poupanças de combustível de 5 a 10 por cento na Suécia e duas vezes essa quantidade no sul de Espanha, uma vez que tem mais horas de sol.

“As células solares já foram previamente utilizadas em barcos e caravanas, mas apenas para alimentar equipamentos auxiliares, tais como como frigoríficos e fogões, nunca para a cadeia cinemática propriamente dita”, afirma Erik Falkgrim, Responsável de Tecnologia do Departamento de Design de Veículo na Scania R&D.

Um reboque de 18 metros de comprimento coberto com células solares

O transportador sueco Ernst Express irá utilizar o camião para tarefas diárias de transporte. A empresa também colaborou com a Scania nos testes da primeira estrada elétrica do mundo com linhas catenárias suspensas. A Ernst Express irá operar um reboque de 18 metros de comprimento com células solares instaladas nas laterias e no telhado sobre uma área total de 140 metros quadrados. No total, espera-se que os painéis solares gerem anualmente 14 000 kWh na Suécia.

O projeto de investigação irá também analisar se o reboque consegue fornecer eletricidade à rede quando as baterias estiverem totalmente carregadas ou quando o camião está estacionado, por exemplo, aos fins-de-semana.

Poupança de combustível até 20 por cento

Num estudo anterior, foram simuladas diferentes operações no centro da Suécia, com as quais foi alcançado um potencial de poupança de combustível de 5 a 10 por cento. Na Suécia, existe luz solar suficiente desde a primavera ao outono para gerar energia, embora o sol seja fraco, exceto durante o verão, em que existem mais horas de luz solar. Durante o resto do ano, não existe sol suficiente na Suécia. Em contraste, o sul de Espanha tem mais 80 por cento de horas de luz solar, onde se poderia alcançar até 20% de poupança de combustível.

O projeto tem financiamento público da agência Sueca para a inovação, a Vinnova, e além da Scania e da Ernst Express também envolve a Midsummer, uma empresa que fabrica painéis solares, a Universidade Uppsala, que realiza a investigação avançada em célula solares mais eficientes, e a empresa de energia Dalakraft.

Scania Transporte Camiões