Metro de Lisboa iniciou a nona desinfeção por nebulização elétrica

O Metropolitano de Lisboa deu início, na madrugada de dia 16 de novembro, a mais uma ação de desinfeção por nebulização elétrica em toda a sua rede, com vista a reforçar as medidas de limpeza e higienização deste meio de transporte, para maior segurança dos seus clientes e colaboradores, contribuindo ativamente para a redução de risco de contaminação e contágio da COVID-19 na atual situação pandémica em que o país se encontra.

Trata-se da nona ação de desinfeção por nebulização elétrica, através da aplicação de produto que cumpre a norma europeia EN14476 para várias estirpes de coronavírus e outros, tendo revelado uma eficácia superior a 99,99%. O produto que tem sido aplicado tem uma ação prolongada, mantendo-se ativo o efeito biocida por 30 dias, a contar da sua aplicação.

Recorde-se que a desinfeção das estações incide sobre os corrimãos das escadas fixas e mecânicas, mobiliário de estação, máquinas automáticas de venda de títulos, cabinas e postos de venda, linhas de controlo e canais de validação, elevadores e outras instalações.

Esta ação iniciou-se na estação Telheiras, terminal da linha Verde, seguindo-se a linha Vermelha, Amarela e Azul e decorre entre as 00h00 e as 06h00. Prevê-se a conclusão da ação de desinfeção por nebulização no decurso desta semana.

Face à atual situação pandémica, o Metropolitano de Lisboa realizará mais seis ações de higienização deste tipo que decorrerão até ao final do primeiro semestre de 2021 (o serviço inicialmente contratado terminava em dezembro de 2020). A eventual contratação de ações posteriores a essa data serão ponderadas tendo em consideração a conjuntura pandémica do momento.

Além destas ações mensais de limpeza nas estações, o Metropolitano de Lisboa continua a reforçar a limpeza diária das instalações e das zonas mais críticas de contacto com o público e com os seus trabalhadores, a qual não interfere com as referidas ações de desinfeção.

A empresa está a realizar, igualmente, desde maio, o reforço da limpeza e desinfeção das pegas e varões e outras superfícies de maior contacto no interior dos comboios em circulação, no período compreendido entre a hora de ponta da manhã e a hora de ponta da tarde, em todas as linhas.

Nos comboios, a nebulização elétrica passou a ser efetuada através de aplicações diárias que ocorrem com os comboios estacionados nos cais e/ou términos de algumas estações, a partir das 21h00 e 22h00, respetivamente, nos dias úteis, sendo aplicado o produto em cerca de oito unidades triplas (24 carruagens) por dia, continuando a manter um intervalo de 30 dias entre a carruagem limpa no “dia 1” e a próxima aplicação do produto no mês seguinte.

Relembramos que o Metropolitano de Lisboa foi o primeiro operador nacional a ver atribuído pela SGS (entidade verificadora), em julho do corrente ano, o selo “Operador de Transporte higienizado e seguro - Viaje com confiança” que atesta que os procedimentos adotados pela empresa relativos à limpeza, cumprem os requisitos de higiene e segurança exigidos.

Mais informamos que as 56 estações do Metropolitano de Lisboa têm disponível, gratuitamente, álcool gel para desinfeção de mãos. É igualmente efetuada a venda de máscaras descartáveis e comunitárias, luvas e gel individualizado, nas 84 máquinas de venda automática existentes na rede, a preços simbólicos e acessíveis.

Em aditamento, continua a difundir, nos suportes comunicacionais disponíveis ao cliente, mensagens apelando à obrigatoriedade do uso da máscara e a recomendação para se manter o distanciamento social.

O Metropolitano de Lisboa, com o conjunto de medidas internas e externas já implementadas, continua a dar cumprimento às instruções emanadas pela sua Tutela e pela Direção Geral de Saúde, em alinhamento com as melhores práticas implementadas noutras empresas congéneres e instituições nacionais e internacionais.

COVID-19 Mobilidade