Dachser reforça posição no transporte de mercadorias perigosas

O sector químico está a atravessar um período de prosperidade na Península Ibérica, tendo facturado, só em 2017, mais de 63 mil milhões de euros – mais 27 por cento do que no ano anterior, de acordo a Federação Empresarial da Indústria Química Espanhola. Os relatórios preveem, ainda, uma tendência de crescimento, concretamente uma duplicação da dimensão do sector nos próximos 15 anos. Refira-se que esta evolução está intrinsecamente ligada ao boom de exportações do sector químico, uma vez que esta é uma das principais matérias-primas e matéria intermediária do sector automóvel e do sector da construção, cuja indústria foi deslocada, em 2008, para países da Europa Central e Oriental. Na última década, esta tendência traduziu-se num aumento de 54 por cento nas exportações de produtos químicos.

Esta reformulação do mercado alterou as necessidades logísticas das empresas do sector químico, que reorientaram as suas vendas do mercado nacional para o internacional, mais especificamente, para o mercado europeu. A Dachser, operador logístico que possui uma solução específica para o sector – a Dachser Chem-Logistics –, acompanhou essa mesma mudança, tendo movimentado, só em 2017, 3,1 milhões de toneladas de produtos químicos em cerca de 3,3 milhões de expedições. Efectivamente, e desde a introdução da solução Dachser Chem-Logistics na Península Ibérica, em 2015, a facturação dos serviços logísticos prestados cresce, em média e a cada ano, cerca de 10 por cento.

Rede e expertise: O sucesso para serviços logísticos especializados

O sucesso da solução Dachser Chem-Logistics assenta nos processos padronizados da empresa dentro da própria rede de logística europeia – que conta com 353 filiais em 25 países e 72 filiais parceiras noutros 12 países, em toda a Europa. Outro ponto relevante é, ainda, o know-how específico do setor. No caso de produtos químicos, a rede Dachser possui, atualmente, 23 filiais com certificado SQAS (Safety and Quality Assessment for Sustainability), sistema de avaliação que assegura elevados padrões no que toca a questões relacionadas com a saúde, a qualidade, a segurança e, ainda, o meio ambiente. Refira-se, ainda, que a nível ibérico, cada filial tem o seu próprio conselheiro de segurança (um total de 39 conselheiros), que é responsável pela monitorização da correta manipulação dos produtos, bem como do acompanhamento das avaliações e auditorias.

De acordo com Juan Quintana, managing director European Logistics da Dachser Iberia, para gerir de forma eficaz a cadeia de distribuição de produtos químicos, “no âmbito de uma rede de grupagem para bens industriais altamente estandardizada, é necessário compreender perfeitamente as especificidades do setor". O administrador acrescenta ainda que "o mais relevante é ter uma equipa de profissionais qualificados capazes de assessorar diariamente todos os serviços de logística para o setor químico". Refira-se que todas as filiais da Península Ibérica estão preparadas para receber este tipo de produtos, destacando-se, a este nível, os centros logísticos de Barcelona Norte e Valência, que já conquistaram o certificado SQAS, esperando-se, ainda, que a filial de San Sebastian integre este grupo em 2019. Atualmente, a Dachser conta com um total de 197 conselheiros de segurança, distribuídos por toda a rede europeia, bem como uma equipa central de gestão de mercadorias perigosas, localizada na sede da empresa, em Kempten, Alemanha.

Camiões Transporte Logística