Scania celebra o Dia da Terra e reafirm o seu compromisso com a sustentabilidade

Hoje, 22 de abril, é o Dia da Terra e a Scania fez dele o seu Dia do Clima com vista a aumentar a sensibilização para a necessidade de combater as alterações climáticas e reafirmar o seu compromisso com a sustentabilidade.

Para Sebastián Figueroa, Diretor Geral da Scania Ibérica, "não há outra forma de avançar a não ser focando-se na sustentabilidade. A Scania começou a procurar os motores mais eficientes há muitos anos, e a nossa oferta de combustível alternativo está sempre a crescer. Estamos no caminho certo e todos podemos contribuir para a luta contra as alterações climáticas. Sensibilizar e envolver todos nesta tarefa constitui o nosso objetivo com a celebração do Dia do Clima da Scania”.

Um compromisso de toda a empresa

No ano passado, a Scania tornou-se o primeiro fabricante de veículos pesados a comprometer-se com o Acordo de Paris e com a luta contra as alterações climáticas. O objetivo adotado para reduzir os gases com efeito de estufa foi oficialmente aprovado pela iniciativa Science Based Target (objetivos com base científica - SBTi) e consiste em reduzir as emissões de CO2 das suas operações em 50% e dos seus produtos em 20% até 2025.

Uma rede mais sustentável

A sustentabilidade não se baseia apenas numa questão de veículos e de negócios da empresa. As fábricas e instalações podem ser igualmente sustentáveis, sendo este outro dos compromissos da Scania: a utilização de eletricidade 100% isenta de combustíveis fósseis nas suas operações.

As novas instalações da Scania em Torrejón de Ardoz (Madrid) já estão prontas para a instalação de painéis solares. A Scania procura ter uma rede cada vez mais sustentável e já começou a medir o consumo de eletricidade de cada concessionário da Scania Ibérica para avaliar as suas necessidades e instalar painéis solares.

Incentivando os primeiros resultados

Até à data, a Scania já reduziu a sua pegada de carbono em 43% em relação aos níveis de 2015 graças ao aumento da eficiência energética, à redução das despesas energéticas e à transição para as energias renováveis, o que significa que a Scania está no caminho certo para atingir o seu objetivo de redução de 50% até 2025.

“A Scania tem feito mais progressos e a um ritmo mais rápido do que o esperado no início da assinatura deste acordo. Conseguimos reduzir a pegada de carbono das nossas operações a nível mundial graças à transição para a eletricidade renovável realizada em todas as instalações de produção em 2020 e graças à sensibilização de todos os nossos funcionários”, comentou Sebastián Figueroa.

Em 2013, a Scania Ibérica lançou o projeto “Um Scania, uma árvore” pelo qual se compromete a plantar e cuidar de uma árvore para cada camião e autocarro comercializado em Portugal e Espanha. Hoje, o Bosque Scania já tem quase 30.000 árvores e mais de 45.000 toneladas de CO2 foram economizadas

A iniciativa de celebrar o Dia do Clima da Scania foi adotada pelo Grupo Volkswagen e os seus mais de 660.000 funcionários vão participar neste dia de sensibilização.

Scania Sustentabilidade Mobilidade Responsabilidade Social