DHL inaugurou o seu primeiro Resource Center em Portugal

A DHL Supply Chain, líder mundial no setor da logística e transporte, inaugurou o seu primeiro Resource Center em Portugal, localizado na Azambuja, que combina formação teórica com tecnologias de última geração, como realidade virtual ou software de gestão avançada. Com este centro de formação, a empresa prevê formar mais de 600 pessoas por ano, sendo que, atualmente, a capacidade está limitada a 50% devido ao período pandémico.

Para a DHL, a formação dos empregados é uma prioridade. Atualmente, cada funcionário da DHL Supply Chain Ibéria recebe mais de 25 horas de formação por ano. Este novo Resource Center vai ao encontro do compromisso com a inovação, desta vez aplicada à formação de equipas e colaboradores.

Ao aplicar tecnologias avançadas como, entre outras, óculos 3D, simuladores virtuais para aprender a manusear empilhadores ou o software de última geração aplicado à gestão de armazéns, a empresa fornece as ferramentas necessárias para uma formação eficaz dentro da cultura da DHL: processos corporativos inerentes à grande logística e gestão da cadeia de fornecimento a todos os candidatos antes da sua entrada no local de trabalho.

“Este centro permitirá, de uma forma mais célere e objetiva, suportar os processos de seleção, formação e desenvolvimento dos nossos colaboradores. Potenciará a redução da sua curva de aprendizagem, aumentando os seus conhecimentos através de utilização de tecnologia de topo. Este centro permitir-nos-á também realizar investigação e desenvolvimento dos nossos processos logísticos, de modo a suportar a agenda de inovação e de melhoria contínua”, explica Rui Gomes, Country Manager Portugal na DHL Supply Chain.

Inovação aplicada à formação para a seleção de pessoal

O novo Centro de Formação Avançada destina-se a combinar formação teórica e prática de alto nível em três secções: Academia; Formação em Gestão e Sala Virtual. Os candidatos vão receber formação de 16 horas de indução,16 horas de reciclagem para pessoas que já têm experiência em armazém e 50 horas de atividade prática em simuladores para motoristas de empilhadores.

Para António Gil, Diretor de Recursos Humanos da DHL Supply Chain Portugal, "a inovação aplicada à formação seletiva é de grande valor para garantir que as pessoas que farão parte da equipa estejam familiarizadas com o contexto e tenham capacidade operacional em grandes ambientes de armazém, um ambiente provavelmente desconhecido para eles e que exige conhecimentos específicos para garantir, em primeiro lugar, a sua segurança e a dos seus colegas, e, em seguida, o correto funcionamento do centro que, por vezes, é complexo".

A secção da Academia dos novos centros tem uma base eminentemente teórica para mostrar aos alunos a cultura e história da empresa, bem como as funções técnicas do trabalho de armazém, com especial ênfase no módulo que visa a prevenção dos riscos profissionais. Por seu lado, a secção de Formação em gestão foi concebida como um laboratório prático no qual os processos operacionais do armazém são replicados com o mesmo sistema de frequência de rádio, software de gestão de armazéns e automatismos utilizados no armazém real. Por fim, a Sala Virtual do centro proporciona um ambiente de formação que, apoiado por tecnologias como óculos 3D e simuladores virtuais semelhantes aos utilizados nos voos de formação de pilotos, proporciona aos alunos uma grande mais-valia na aprendizagem dos principais processos operacionais no armazém e no desenvolvimento de conhecimentos e agilidade suficientes para manusear empilhadores, que são fundamentais para a carga e descarga segura de paletes.

Rumo a uma taxa de acidentes quase nula em 2020

A gestão dos centros logísticos e, em geral, das diferentes áreas de uma cadeia de abastecimento de grande escala, implica prestar especial atenção à segurança e saúde dos trabalhadores. A DHL Supply Chain implantou um modelo de protocolos que, entre outras áreas, inclui vários meios de comunicação proativa com os colaboradores através de sessões educativas, cursos teóricos e práticos específicos, workshops de sensibilização, comunicações de risco, inspeções periódicas de segurança e a inclusão de aspetos de segurança e prevenção em reuniões de mudança de turno.

Para a DHL Supply Chain, estes conceitos formam o núcleo das suas operações e foram incorporados como um módulo de formação específica dentro dos seus novos Centros Regionais de Formação Avançada, como parte do plano anunciado pela empresa para alcançar uma taxa de acidentes quase nula.

Neste contexto, para além de proporcionar formação técnica contínua e estabelecer planos de prevenção exigentes, a empresa encoraja estilos de vida saudáveis entre os seus colaboradores, promovendo, por exemplo, o consumo de fruta através do programa Fruit, oferecendo aos trabalhadores de todos os centros diferentes variedades a qualquer altura do dia. Da mesma forma, a equipa dispõe de um serviço gratuito de fisioterapia e educação postural para prevenir doenças e são dados workshops sobre várias questões de saúde: como prevenir e/ou agir em caso de AVC, como reduzir os riscos cardiovasculares e o impacto de uma dieta desequilibrada na qualidade de vida, entre outros.

Logística